fbpx

Como operacionalizar um projeto? 

Para ilustrar o tema vou partilhar um exemplo de foco aplicado com excelência: Miguel Gizzas, artista português que “arregaçou as mangas” e trabalhou duro para colocar de pé um projeto super ambicioso: o cine concerto “O Dia Que o Mar Voltou”.
O primeiro romance musicado do mundo é dele, o segundo e terceiro também.
Um projecto tão ambicioso como traz múltiplos desafios.
Da escrita do livro à digressão internacional Miguel percorreu um largo caminho.
Um artista que deseja autonomia precisa ser versátil, ter boa capacidade de otimização dos recursos, estar à vontade com planejamento e principalmente, saber controlar o ego.
Não basta ter talento.
Você pode acompanhar de perto o trabalho do @miguelgizzas nas redes sociais.

Se você é altamente criativo mas ainda falta clareza de como concretizar isso, recomendo que dê uma olhada no meu Programa Turning Point.
Uma jornada de 9 Passos

Depois de uma paragem merecida o concerto está de volta ao palco.
7 de Março em Oliveira de Azeméis.
Garanta o seu bilhete aqui:
https://ticketline.sapo.pt/evento/miguel-gizzas-cine-concerto-48292

Mais sobre o conceito cine concerto 👇

Miguel Gizzas no estúdio 23

Esta tarde, Miguel Gizzas esteve na #Antena1 a propósito do espetáculo “O dia em que o mar voltou”, que reúne literatura, cinema e música.Acompanhado por Alexandre Veiga (Guitarra) e Ernesto Rodrigues (Piano) conversou com Filomena Crespo e cantou ao vivo 2 temas.Saiba mais: https://bit.ly/2sxQLM5#Antena1LigaPortugal #MiguelGizzas

Publiée par Antena1 sur Mardi 29 janvier 2019